PT impõe condições para votar lei orçamentária

O coordenador do PT na Comissão Mista de Orçamento, deputado Jorge Bittar (RJ), afirmou hoje que o partido só votará a favor da aprovação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) mediante três condições: aumento do salário mínimo para R$ 240,00; um plano de cargos e salários reajustando os vencimentos dos fiscais e auditores da Receita Federal; e mais verba para a saúde. Para integrantes da base aliada ao governo, as três condições dificilmente serão negociadas.Segundo eles, na semana passada, numa reunião com o ministro do Planejamento, Guilherme Dias, ele afirmou que um acordo sobre esses pontos é praticamente inviável.A Comissão Mista de Orçamento está reunida discutindo o projeto da LDO. O PT já se dispôs a votar a favor à elevação da meta do superávit primário de 3,5% do PIB para 3,75% do PIB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.