PT homologa candidatura de Molon à prefeitura do Rio

Durante a convenção regional do PT, que acontece neste momento no Centro do Rio, o partido decidiu, por unanimidade, homologar a candidatura do deputado estadual Alessandro Molon à prefeitura do Rio. O petista vinha enfrentando revezes em sua pré-candidatura como a retirada do apoio do governador Sérgio Cabral (PMDB) e a preferência do presidente Lula e da direção nacional do PT por uma composição com Jandira Feghali, pré-candidata do PCdoB. O acordo facilitaria a indicação de Aldo Rebelo como vice na chapa da petista Marta Suplicy em São Paulo. Molon não aceitou desistir da candidatura e agora disputará com Jandira o apoio do PDT e do PSB.Acontecem no Rio ainda hoje duas outras convenções. Em Bangu, PV, PSDB e PPS confirmam a candidatura de Fernando Gabeira (PV), que terá como vice o deputado estadual tucano Luiz Paulo Corrêa da Rocha. O PMDB deverá protagonizar a convenção mais conturbada. Disputam a indicação o deputado federal Marcelo Itagiba, afilhado político do ex-governador Anthony Garotinho, e o ex-tucano Eduardo Paes, preferido do governador Sérgio Cabral. Os dois passaram a semana disputando o apoio dos convencionais. Na tentativa de fragilizar o candidato de Cabral, Garotinho divulgou ontem um parecer jurídico que indica a inelegibilidade de Paes por ele ter se desincompatibilizado do cargo de secretário de Esportes de Cabral um dia depois do prazo legal. O governo do Estado nega, informando que a publicação da exoneração com data retroativa no Diário Oficial não prejudicará o registro da candidatura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.