PT gaúcho escolhe vice de Tarso Genro

O PT gaúcho escolhe neste fim de semana quem será o candidato a vice-governador de Tarso Genro nas eleições deste ano. O favorito é o vice-governador atual, Miguel Rossetto, da corrente interna Democracia Socialista. Mas sua indicação, que parecia consensual desde que Tarso venceu a prévia pela cabeça de chapa, em 17 de março, terá que passar pelo voto dos participantes do encontro estadual do partido, em Porto Alegre.Tanto o ex-secretário da Habitação, Ary Vanazzi, da Articulação de Esquerda, quanto o deputado estadual Ivar Pavan, da Ação Democrática, querem pelo menos testar a aceitação de seus nomes entre os 700 delegados que participam do encontro. Por isso garantiam ontem à noite, antes de ouvirem do presidente estadual do partido, David Stival, o último apelo pelo consenso, que iriam disputar a indicação no voto.Rossetto, Vanazzi e Pavan integram correntes que apoiaram o governador Olívio Dutra na prévia. Por acordo partidário, as correntes que lançaram a candidatura de Tarso Genro não inscreveram candidatos a vice-governador, assegurando a composição de forças na chapa majoritária. Como opção para o caso de derrota, Rossetto e Vanazzi têm a candidatura à Câmara Federal. Pavan concorreria à reeleição à Assembléia Legislativa.A escolha dos candidatos ao Senado também não chegou a um consenso. O deputado federal Paulo Paim, o ex-chefe da Casa Civil Flávio Koutzii e a senadora Emília Fernandes disputam as duas vagas. Neste final de semana os delegados do PT também aprovam as nominatas do partido para a Câmara Federal e Assembléia Legislativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.