PT ganhou 200 mil filiados e PMDB perdeu 180 mil, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira, 28, que o PT, partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ganhou mais de 200 mil filiados nos últimos quatro anos. Isso ocorreu apesar de a legenda ter enfrentado no período sérias crises como o escândalo do chamado mensalão. De acordo com os dados veiculados pelo TSE, 218.417 pessoas se filiaram ao PT de outubro de 2002 a outubro do ano passado. Ao todo, a legenda tem 1.047.198 filiados. O crescimento do número de filiados do PT não surpreendeu o presidente do TSE, Marco Aurélio Mello. Ele observou que esse movimento é "harmônico" já que o partido está no poder com o presidente Lula. Apesar de o PT ter recebido a adesão de mais de 200 mil pessoas, o PMDB é atualmente o partido com o maior número de filiados, 2.037.431. A legenda perdeu 179.596 filiados nos últimos quatro anos. Com 1.266.295 credenciados, o PP é a segunda maior legenda em número de filiados. O PSDB é a terceira, com 1.096.669 filiados. Os dados foram divulgados pelo TSE com base em informações fornecidas pelos próprios partidos políticos. Pela legislação eleitoral, as legendas têm de encaminhar à Justiça a relação dos nomes de todos os seus filiados, com as respectivas datas de filiação e números dos títulos eleitorais. Curiosidades Há dados curiosos. O Partido dos Aposentados da Nação (PAN), legenda que representa os inativos, informou, por exemplo, que tem dois jovens de 16 anos entre seus filiados. O PP é o partido com maior porcentual de pessoas com mais de 79 anos. Segundo o TSE, 2,66% dos filiados ao partido estão nessa faixa etária. No PAN, os credenciados com mais de 79 anos são 1,9% do total. As mulheres ainda são minoria entre os filiados a partidos políticos. De acordo com as informações do TSE, 43% dos filiados são do sexo feminino. O PRB é o campeão em filiadas. No partido, há mais mulheres do que homens. Elas representam 52,88% dos credenciados enquanto que os homens, 46,98%. No sentido contrário está o PSOL, partido da ex-presidenciável Heloisa Helena. Na legenda, 32,87% são mulheres e 67,09%, homens. O Brasil tem 125.988.820 pessoas aptas a votar. Mas apenas 11.570.161 são filiadas a partidos políticos. Ou seja, 9,18% do eleitorado. Apesar de o eleitorado ter crescido 8,5% nos últimos quatro anos, o número de filiados a siglas partidárias aumentou apenas 3,8%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.