PT faz ato de desagravo ao próprio PT. Para Lula, apoio

O presidente do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, disse que a Direção Nacional do partido fará, no dia 3de março, em Brasília, um ato de defesa ao governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva e de desagravo ao PT. Ao ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, (os petistas) querem prestar solidariedade pelos duros ataques que vem recebendo. "Vamos fazer esse ato para mostrar que não há corrupção no governo Lula", disse Genoino, em entrevista à Agência Estado, logo depois de saber que a sua escola de samba preferida, a Gaviões da Fiel, havia acabado de ser rebaixada para o Grupo de Acesso do Carnaval paulistano. "Por isso, prefiro dizer que será um ato de desagravo ao PT." Genoino defendeu enfaticamente o ministro José Dirceu e disse que ele não cometeu nenhuma irregularidade no caso Waldomiro Diniz, acusado de pedir propina para arrecadar fundos para campanhas eleitorais de candidatos do partido em 2002. "O ato (em Brasília) e, depois, em São Paulo e Porto Alegre, busca a defesa dos ataques virulentos ao PT. Estão querendo colocar o partido numa vala comum de qualquer político", reclamou. Para o Genoino, até agora não foi provado nada contra o Partido dos Trabalhadores e os únicos fatos que existes sãoentrevistas (se referiu apenas à de José Vicente Brizola) sem provas. Genoino informou que o PT gaúcho já nomeou umacomissão de sindicância para apurar as denúncias contra o partido no Rio Grande do Sul. Para ele, (a oposição) está usando a "tática do gambá". "Estão espalhando gambá para todo mundo feder", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.