PT fará ato para pressionar pela votação da MP do mínimo

O PT promoverá na próxima quinta-feira, na Câmara dos Deputados, um ato com mil aposentados e pensionistas para pressionar pela votação da medida provisória (MP) que reajustou o salário mínimo para R$ 200,00. A idéia é a de garantir que, no máximo, em duas semanas seja aprovada a MP, que está trancando a pauta do plenário. O deputado Paulo Paim (PT-RS), autor da proposta que sugere reajuste do salário mínimo para US$ 100,00, disse que o pré-candidato presidencial petista, Luiz Inácio Lula da Silva, estará presente ao ato.Segundo Paim, aposentados, pensionistas e parlamentares terão audiência, no dia da manifestação, com os presidentes do Senado, Ramez Tebet (PMDB-MS), da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-SP), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio de Farias Mello, para tratar do assunto.Na opinião de Paim, a audiência com o presidente do STF é fundamental, porque se a Câmara não destrancar a pauta e não votar logo a MP, uma solução terá que ser dada pelo Supremo Tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.