PT fará ato em apoio a Olívio Dutra

Os líderes nacionais do PT fazem amanhã, em Porto Alegre, um ato de desagravo ao governador Olívio Dutra, devido às denúncias da CPI da Segurança Pública. O presidente de honra do partido, Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado José Dirceu, o senador Eduardo Suplicy e o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, confirmaram presença no palanque, que será montado em frente ao Palácio Piratini, a sede do governo estadual. Cerca de 130 ônibus deverão trazer militantes do interior para a capital gaúcha, onde os dirigentes gaúchos esperam reunir 10 mil pessoas. "Esse ato vai antecipar aquilo que a oposição queria com a CPI: a disputa por 2002", disse o secretário-geral do PT, Paulo Ferreira. "Quiseram transformar a CPI num palco contra nós, e não apresentaram nesses seis meses nenhuma sugestão de política pública para combater os graves problemas da segurança pública."De acordo com o petista, o Clube de Seguros da Cidadania - suspeito de ter recebido dinheiro do jogo do bicho - era "uma entidade privada, sobre a qual o partido não tinha qualquer governabilidade", e as providências que cabiam ao PT já foram tomadas. No sábado, quando a nova direção estadual do partido toma posse, será instalada a comissão de ética para analisar o comportamento do presidente do clube, Diógenes de Oliveira, que utilizou o nome do governador para pedir que a polícia não reprimisse o bicho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.