PT espera que o governo não mude atuação do Banco Central

O PT quer que o governo se comprometa a não enviar projeto de regulamentação do sistema financeiro este ano. Esta é a condição para a bancada na Câmara dar o voto favorável à proposta de emenda constitucional que permitirá que essa regulamentação seja feita por mais de uma lei complementar, alterando o artigo 192 da Constituição, disse há hoje à Agência Estado o deputado Aloizio Mercadante (PT-SP). ?Esperamos o compromisso do governo de não haver nenhuma alteração em relação ao Banco Central?, disse.A liderança do governo necessita do apoio do PT, já que mudanças constitucionais exigem pelo menos 308 votos favoráveis, o que dificilmente seria obtido sem o apoio da oposição.O líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), anunciou que pedirá a inclusão da proposta de emenda constitucional na pauta de votação desta semana, mas Mercadante acha difícil a votação em função do quorum, que esta semana deve ser baixo. ?Acho que essa votação vai ficar para agosto, antes disso, só mesmo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)?, disse o parlamentar petista.O governo tem defendido a mudança constitucional para ter mais facilidade na aprovação de leis complementares que regulamentem o sistema financeiro. A mais polêmica das propostas relaciona-se com o projeto que trata da autonomia do Banco Central, cujo anteprojeto elaborado pelo governo já está pronto, aguardando apenas a aprovação da emenda constitucional alterando o artigo 192.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.