PT entrará com Adin contra MP que restringe greves

O PT deve ingressar amanhã no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra a Medida Provisória número 10, que restringe o direito de greve dos servidores públicos federais. De acordo com o líder do partido, deputado Walter Pinheiro (BA), a Constituição reconhece aos servidores o direito à livre associação sindical e à greve. Portanto, a restrição seria inconstitucional.

Agencia Estado,

14 de novembro de 2001 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.