André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

PT entra com representação no Conselho de Ética contra Ronaldo Caiado

Mais de uma vez, o deputado do DEM e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) se desentenderam no plenário; Caiado teria insinuado que o petista estava sob efeito de drogas ilícitas

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2016 | 21h53

BRASÍLIA - O PT protocolou uma representação no Conselho de Ética do Senado contra o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) por ter ofendido publicamente o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). A representação faz referência a ofensas públicas que o senador Caiado fez a Lindbergh durante o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Por mais de uma vez os senadores se desentenderam no plenário do Senado e da Comissão Especial de Impeachment. Caiado teria insinuado que Lindbergh estava sob o efeito de drogas ilícitas.

Representações no Conselho de Ética são analisadas em primeira fase monocraticamente pelo presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA), que pode aceitá-las ou arquivá-las. Em caso de arquivamento, os parlamentares têm até 48 horas para reunir pelo menos cinco assinaturas de membros do conselho para um recurso.

Antes de tomar sua decisão, João Alberto enviou a representação para a advocacia do Senado para um parecer prévio. "Quero estar bem embasado para tomar a decisão de aceitar ou não essa representação", disse o senador. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.