PT e PSDB negam irregularidades em doações às legendas

O PT informou em nota que "todas as doações recebidas pelo partido estão dentro da lei, conforme prestações de contas regularmente apresentadas" e que desconhece qualquer irregularidade. "Não tivemos ainda acesso às investigações da Operação Lava Jato e conhecimento de nenhum indício ou prova de que o PT tenha cometido ilegalidades", informou a nota.

O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2014 | 03h05

O partido ressaltou que tem defendido ser contrário ao modelo atual de financiamento de campanhas. "Há muito o PT afirma que o atual modelo, que permite o financiamento privado das campanhas eleitorais, corrompe o sistema político. O financiamento empresarial subverte o princípio fundamental da democracia eleitoral, a igualdade."

O PSDB também negou qualquer irregularidade cometida pelo partido em campanhas. O partido defendeu investigações sobre as acusações de Paulo Roberto Costa de que R$ 10 milhões teriam sido pagos em 2010, a pedido do então presidente da legenda, senador Sérgio Guerra (PE) - morto em março deste ano. O PMDB também divulgou nota repudiando as acusações de envolvimento com a Lava Jato. / R.B. e V.H.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.