PT e PSDB dividem o favoritismo em 'clube do 2º turno'

Somadas, siglas lideram quase metade das pesquisas em 71 cidades com mais de 200 mil eleitores; PMDB e PSB são 3º e 4º na lista

DANIEL BRAMATTI, do Estadão Dados,

07 de setembro de 2012 | 22h20

Nos 71 municípios com mais de 200 mil eleitores onde já foram realizadas pesquisas de intenção de voto, PSDB e PT são os partidos com mais candidatos favoritos nas disputas pelas prefeituras. Nessas cidades, cujo tamanho do eleitorado permite a realização de dois turnos, há 17 tucanos e 16 petistas em primeiro lugar.

Em distantes terceiro e quarto lugar, com nove e sete favoritos, respectivamente, PMDB e PSB vêm a seguir no ranking. O PSDB e o PT se distanciam dos demais em número de líderes, mas há um certo equilíbrio quando se leva em conta o tamanho do eleitorado que cada partido governaria no "clube do segundo turno", caso as eleições fossem hoje.

O PMDB, da mesma forma que o PSDB, está na frente em cidades que concentram 16% do eleitorado desse universo de 71 cidades. PT e PSB também aparecem empatados, com 13%. Ainda há 12 cidades com mais de 200 mil eleitores onde não foram realizados levantamentos de intenção de voto.

Peso político. O desempenho do PSB mostra que o partido do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, está bem posicionado para, eventualmente, até ultrapassar o PT em importância nas cidades grandes e médias.

Candidatos da legenda lideram em capitais de grande peso político em todas as regiões, com exceção da Norte: Belo Horizonte, em Minas Gerais; Curitiba, no Paraná; Recife, em Pernambuco; e Cuiabá, em Mato Grosso. Em Fortaleza, O PSB tem um representante em segundo lugar, mas em ascensão. No Recife, por exemplo, o candidato do PSB à prefeitura, Geraldo Júlio, apoiado por Campos, cresceu 17 pontos porcentuais em 17 dias e, conforme último levantamento do Ibope, chegou à liderança da pesquisa de intenção de votos na capital pernambucana, com 33%, ultrapassando o senador petista Humberto Costa. O candidato do PT sete pontos porcentuais em relação à pesquisa anterior, e aparece em segundo, com 25%.

Já o PT, que hoje administra sete capitais, está à frente em apenas duas, ambas de importância relativa: Goiânia (GO) e Rio Branco (AC). O partido espera reverter o possível quadro de encolhimento com uma eventual vitória em São Paulo, mas o petista Fernando Haddad nem sequer assegurou ainda sua passagem para o segundo turno.

Nanico. Se vencer, Celso Russomanno, líder nas pesquisas na capital paulista, pode fazer o nanico PRB ficar à frente dos grandes partidos no ranking de eleitores governados no clube do segundo turno. Na última pesquisa Datafolha, Russomanno ampliou a liderança. Ele aparece com 35% das intenções de voto. José Serra (PSDB) vem em segundo com 21%, seguido por Haddad com 16%. O tucano e o petista estão em situação de empate técnico.

A cidade de São Paulo, sozinha, concentra 17% do eleitorado das 83 cidades onde a eleição pode ser decidida em duas rodadas. Em 40 das 71 cidades avaliadas pelo Estado, o líder nas pesquisas tem menos de 40% das intenções de voto. Isso significa que sua posição não está consolidada, e que a maioria das disputas pode ser decidida no segundo turno. Do total de pesquisas analisadas, 80% foram feitas em agosto ou setembro.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012PSDBPT2º turno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.