PT e PSDB: a unidade possível no 2.º turno

Tucanos e petistas estão receptivos a entendimentos para disputar coligados em várias das cidades onde haverá segundo turno no País, informaram nesta terça-feira os presidentes nacional do PT, José Genoino e municipal do PSDB paulistano, deputado Edson Aparecido.O PSDB faz nesta quarta, em Brasília, conforme informou Aparecido, uma reunião coordenada pelo deputado Xico Graziano (PSDB-SP), para elaborar um mapa dos locais em que o partido disputará coligado ao PT e daqueles em que se confrontará com os petistas."Tem muitas cidades nas quais o próprio PSDB vai querer o apoio do PT. E nós também", revelou o presidente do PT, José Genoino, em entrevista concedida à Rádio Nacional do Rio de Janeiro. "Da nossa parte, aonde for possível composições locais, acertadas em torno de programas para as cidades, nós vamos juntos nesse segundo turno" reforçou Aparecido.Um dos principais coordenadores da campanha do tucano José Serra na disputa pela prefeitura da Capital, Aparecido vê maiores possibilidades de PT e PSDB concorrerem unidos em cidades de menor porte. O PT está no páreo, disputando em 24 das 44 cidades em que haverá segundo turno. Nas capitais e maiores municípios Aparecido acha mais complicada a união.União em São Paulo"Esta é uma eleição municipal, na qual é possível a unidade em torno de programas locais. Em muitas cidades, inclusive em várias dessas em que agora haverá segundo turno, nós só não saímos juntos no primeiro turno porque o PT não permitiu", revelou Aparecido.Em Campinas, o PT já se reuniu e declarou neutralidade no segundo turno na cidade. Em Ribeirão Preto e em Santos há reuniões programadas para tomar a decisão, mas Aparecido não quis antecipar tendências. "Em Diadema, Mauá, Osasco e Santo André, nós disputamos com eles", assinalou Aparecido ao frisar que nessas cidades não "há jogo" para discussões de unidade. "Em São José do Rio Preto o PT já declarou apoio ao prefeito Edinho Araújo, do PPS e, em Sorocaba, nós somos cabeça de chapa, vamos ver como fica. Em Bauru, já sabemos, o PT vem conosco", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.