PT e PMDB também querem grupo de Ciro e Cid Gomes

Agora são sete os partidos que estão assediando o bloco dos Ferreira Gomes, que deixou nesta sexta-feira, 27, o PSB. PT e PMDB entraram na disputa para ter o grupo de 500 políticos entre 37 prefeitos, 20 vice-prefeitos, 200 vereadores, quatro deputados federais, nove deputados estaduais, o governador do Ceará Cid Gomes; o secretário de Saúde, Ciro Gomes; o secretário de Educação de Fortaleza, Ivo Gomes; e o ministro dos Portos, Leônidas Cristino. Ofereceram guarida ao blocão também o PDT, PSD, PP, PROS e PCdoB.

LAURIBERTO BRAGA, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 16h01

Ciro Gomes, ao lançar a campanha nacional de doação de órgãos, em Fortaleza, nesta sexta-feira, disse que eles vão para o partido que "nos doar mais órgãos". Perguntado se este partido poderia ser o PT, Ciro foi direto: "se o PT for o maior doador, receberá melhor nossa atenção". Cid Gomes havia dito nesta quinta, 26, que não recebeu convite do PT. Mas, nesta sexta-feira, durante sessão na Assembleia Legislativa, os deputados estaduais Camilo Santana e Francisco Pinheiro trataram de fazer o convite. "Por mim, Cid já teria recebido o convite para se filiar ao PT, Nossa história com ele não é de agora. Começou em Sobral nos anos 1990 e hoje o PT governa Sobral com Clodoveu Arruda", disse Camilo, ex-secretário de Cidades do governo Cid. Francisco Pinheiro, que foi secretário de Cultura de Cid até o começo desse mês, afirmou que "o PT tem suas instâncias e por isso cada petista fala por si e não pelo colegiado". O recado foi para os vereadores petistas Ronivaldo Maia e Guilherme Sampaio, que haviam dito na Câmara não aceitar a filiação dos Ferreira Gomes, destacando que "o PT não é um partido de aluguel".

O deputado estadual Danniel Oliveira, sobrinho do presidente estadual do PMDB, senador Eunício Oliveira, também convidou o grupo dos Gomes para se filiar ao PMDB. "Ficaríamos muito felizes com a vinda deles, já que todos somos base aliada", afirmou.

Mas a tendência maior no momento é que o blocão siga o caminho do PDT. Para tanto, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio foi escalado para conversar ainda nesta sexta-feira com o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, no Rio.

Nanico

Nesta sexta-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Albuquerque, foi a Recife entregar ao presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, toda a documentação do PSB Ceará para formação da comissão provisória de reconstrução do partido, presidida pelo ex-deputado federal Sérgio Novais.

O PSB é agora um partido ''nanico'' no Ceará. A deputada estadual Eliano Novais foi a única que ficou. Segundo ela, "Sérgio saberá fortalecer nossa legenda uma vez que já foi presidente". Caberá a Novais a busca por filiações. A ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT) e o deputado estadual Heitor Férrer (PDT) relutam em aceitar o convite para ingressar no PSB.

Neste sábado, 28, Cid recebe uma comitiva do PROS em Fortaleza. O prazo dado pelo governador para anunciar seu novo partido é terça-feira, 1º de outubro, em solenidade no Marina Park Hotel, em Fortaleza.

Tudo o que sabemos sobre:
novos partidosCid Gomes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.