PT e PMDB serão maiores vencedores na eleição, diz Eunício

A base de sustentação do governo não deverá sofrer grandes mudanças com as eleições municipais, segundo o ministro das Comunicações, Eunício Oliveira. Ele prevê a manutenção dos pesos relativos dos partidos governistas, com pequenas oscilações, e sem necessidade de grandes arranjos que exijam uma reforma ministerial. Em sua opinião, o arranjo atual já acomoda as forças políticas com participação no governo. Os principais vencedores das urnas, segundo seus prognósticos, serão o PT, por ser o partido do governo, e o PMDB - do qual é um dos líderes - devido à sua estrutura nacional e longa história. Ambos deverão aumentar o número de prefeituras. O PSB também deverá sair bem das urnas, segundo o ministro.Eunício disse acreditar que os partidos de oposição, como o PFL e o PSDB não deverão crescer em número de prefeitos. O ministro avalia que o PMDB terá um bom desempenho nos Estados do Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas. A confiança de Eunício na vitória peemedebista é ainda maior quando se refere ao seu Estado de origem, o Ceará, que tem 184 municípios. Segundo ele, o PMDB vai pular de cinco prefeituras para 30 a 40, tornando-se o partido com o maior número de prefeitos cearenses.Já o PSDB, na avaliação do ministro, será o grande derrotado no Estado, e deverá cair de 150 prefeitos para 30. "O PSDB vai virar pó", disse Eunício, atribuindo a derrota dos tucanos a uma "fadiga", por terem dominado o Estado por mais de 20 anos. Já sobre o Rio de Janeiro, onde seu adversário interno no PMDB, Anthony Garotinho, está em dificuldades, o ministro evita comentários. "Não me provoquem", disse rindo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.