PT e PMDB fecham acordo por candidatura de Paes

O PT e o PMDB fecharam ontem à noite um acordo para a reeleição do prefeito do Rio de Janeiro, o peemedebista Eduardo Paes, que terá um petista como candidato a vice. Atualmente, o vice de Paes, Carlos Alberto Muniz, é também do PMDB. Integrantes da direção nacional do PT jantaram ontem com Paes e o vice-governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB) na residência oficial do prefeito, na Gávea Pequena.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

05 de agosto de 2011 | 11h21

Segundo o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Teixeira (SP), Paes concordou em ceder ao PT a vice-prefeitura. O vereador petista Adilson Pires, líder do governo na Câmara Municipal, confirmou o acordo. "Ficou muito claro que esta é a decisão", disse o vereador. Adilson é um dos nomes do PT carioca para compor a chapa de Paes. As outras opções são o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, o secretário estadual de Meio Ambiente, Carlos Minc, e o deputado estadual Gilberto Palmares.

"Vamos evitar uma disputa. Se não chegarmos a um nome até o fim de setembro, decidiremos no encontro municipal do PT, que acontecerá no primeiro fim de semana de outubro. Gostaria muito de ser o escolhido, mas ainda vamos conversar", afirmou Adilson, que chegou hoje ao hotel Novo Mundo, na zona sul do Rio, para participar da reunião do diretório nacional do PT.

Tudo o que sabemos sobre:
PTPMDBEduardo PaesreeleiçãoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.