PT e PMDB dizem que prefeitos de MG foram 'cooptados'

Os presidentes do PT e PMDB mineiros, deputados Reginaldo Lopes e Antonio Andrade, divulgaram nota na noite de hoje na qual chamam de "cooptados" os 14 prefeitos petistas e 33 do PMDB que assinaram um "manifesto de reconhecimento" ao tratamento dispensado pela gestão tucana no Estado. O manifesto foi divulgado durante um encontro do governador Antonio Anastasia (PSDB), candidato à reeleição, com cerca de 50 prefeitos no Palácio das Mangabeiras, residência oficial.

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 20h08

Anastasia recebeu hoje um "manifesto de reconhecimento" assinado por 14 prefeitos petistas e 33 do PMDB. "Apesar de sermos de partidos de oposição, sempre fomos tratados com dignidade pelo governo Aécio (Neves)/Anastasia", diz o documento, que fala em "admirável poder transformador dos investimentos sociais realizados pela administração estadual" nos municípios.

Lopes e Andrade afirmam na nota que "os cooptados serão levados à comissão de ética de seus respectivos partidos, estando sujeitos às penalidades prescritas nos estatutos partidários".

"A pergunta que não cala é: o que será que levou alguns prefeitos do PT e do PMDB a traírem a confiança do presidente Lula e da nossa candidata, Dilma Rousseff, que apoiam incondicionalmente a candidatura de Hélio (Costa, do PMDB, candidato a governador) e Patrus (Ananias, do PT, vice na chapa) contra o nefasto governo do PSDB? Essa cooptação é suspeita."

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010MGprefeitosPTPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.