Reprodução/Site PT
Reprodução/Site PT

PT e Frente Brasil Popular divulgam programação para Curitiba durante depoimento de Lula

Mesmo com decisão judicial que proíbe circulação no entorno de onde será o inquérito ao juiz Sérgio Moro, estão previstos debates, atividades culturais e atos políticos nos dias 9 e 10

Elisa Clavery, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2017 | 11h46

A Frente Brasil Popular divulgou uma programação para o dia do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira, 10, e na véspera, em Curitiba. As atividades, assim como as caravanas que se organizaram para ir à capital paranaense, são uma forma de demonstrar apoio ao ex-presidente, que se encontra pela primeira com o juiz Sérgio Moro em um inquérito e é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do triplex do Guarujá. O PT compartilhou a programação em seu site nesta segunda-feira, 8.

Na programação, que começa às 7h de terça-feira e vai até a noite de quarta-feira, estão previstos debates, atividades culturais e atos políticos, segundo a organização. Na quarta-feira, dia do depoimento, são planejados debates simultaneamente, no acampamento e no Sindicato dos Engenheiros. Às 14h, a programação indica o depoimento do Lula.

O presidente do PT, Rui Falcão, comentou as manifestações de apoio no site do partido. “Na semana que entra, nada é mais importante que a mobilização organizada por forças democráticas e populares em Curitiba.Trata-se de uma verdadeira festa da democracia, em defesa da Justiça e em solidariedade ao presidente Lula”, escreveu Falcão.

Na última sexta-feira, uma decisão da Justiça do Paraná determinou a proibição de circulação e acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e “demais movimentos e indivíduos” no entorno do local onde será o depoimento de Lula, sob pena de multa de até R$ 100 mil. A ação acolhe pedido da Prefeitura de Curitiba.

Falcão também comentou a decisão judicial. “Na verdade uma medida judicial para proibir a livre movimentação e as condições de permanência na cidade, visto que proíbe acampamentos e palanques, sob a alegação de garantir a incolumidade das pessoas e do patrimônio”, escreveu.

Até o momento, a Frente Brasil Popular não divulgou se a programação será alterada ou cancelada devido à decisão judicial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.