PT deve ser mais humilde, diz Alckmin

Para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, (PSDB), os petistas precisam ser mais humildes quando o assunto é eleição."Humildade não faz mal a ninguém, principalmente ao PT, porque o PSDB realmente não é bom de pesquisa, mas é bom em ganhar eleição", disse, rebatendo as críticas do presidente nacional do PT, José Dirceu.Dirceu sugeriu que o PSDB se tornará vice na chapa que disputará a Presidência da República pelo baixo desempenho demonstrado pelos tucanos na pesquisa espontânea de intenção de voto para a presidência da República da CNT/Sensus.Na pesquisa, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), aparece em segundo lugar, com 6,2%, colocada logo depois do candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, que liderou com 21% a intenção de voto.Roseana tem sido apresentada ao eleitor como o nome forte do PFL para disputar a sucessão do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e, antes cotada para ocupar o cargo de vice, dá mostras de que vai lutar pela cabeça de chapa, o que ameaçaria a manutenção da aliança do PSDB com PFL e PMDB.Na opinião de Alckmin, ainda é cedo para avaliar a performance dos pré-candidatos tucanos, embora tenha a pesquisa tenha importância matemática."A pesquisa não preocupa agora. Ela vai ser importante com o programa eleitoral no ar e com o interesse do eleitor (em 2002)", afirmou.Para o governador, o importante neste momento é fortalecer o PSDB e escolher um bom candidato que tenha experiência."O PSDB deve ter o seu candidato à Presidência da República, já que se trata da sucessão de Fernando Henrique", disse.Alckmin autorizou na tarde desta segunda-feira a abertura da segunda fase da realização das Frentes de Trabalho da região metropolitana, no Palácio dos Bandeirantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.