PT deve protocolar pedido de investigação sobre dossiê

O PT deve protocolar ainda nesta tarde na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Brasília, um pedido de instauração de inquérito para apurar a suposta quebra de sigilo fiscal e financeiro do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira.

ANNE WARTH, Agência Estado

14 de junho de 2010 | 13h08

De acordo com o jornal "Folha de S.Paulo", informações sobre a movimentação bancária e o imposto de renda do tucano foram obtidas de forma ilegal pela equipe de campanha da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff.

Em nota divulgada hoje, o PT reiterou que "nem o partido nem a coordenação da pré-campanha autorizaram, orientaram, encomendaram, solicitaram, ordenaram ou tomaram conhecimento de qualquer ação dessa natureza".

O advogado do PT, Pierpaolo Cruz Bottini, disse que o partido está à disposição da PF para qualquer esclarecimento que seja necessário. "Há notícias segundo as quais existem documentos que revelam a quebra de sigilo bancário e fiscal. Queremos que essa informação seja esclarecida, se a quebra de sigilo existiu ou não e quem teria feito", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
PTinvestigaçãodossiêPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.