PT define vice para Lacerda em Belo Horizonte

BELO HORIZONTE - Após quase nove horas de discussão, o PT mineiro definiu nesse domingo, 10, o nome do deputado federal Miguel Corrêa Júnior para ser o candidato a vice na chapa do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), que tentará a reeleição também com o apoio do PSDB. Corrêa recebeu, no segundo turno de votação dos delegados petistas, 226 votos, contra 179 do ex-superintendente da Fundação Municipal de Parques e Jardins, Luiz Gustavo Fortini.

Marcelo Portela, de O Estado de S.Paulo

11 Junho 2012 | 03h05

A escolha representa uma vitória para o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), que tem no parlamentar um de seus principais interlocutores e foi, ao lado do então governador Aécio Neves (PSDB), um dos articuladores da candidatura de Lacerda em 2008. A disputa pela indicação foi acirrada porque o prefeito é considerado nome "natural" da base do governo federal para a disputa estadual em 2014, o que abrirá espaço para o vice assumir definitivamente a gestão da capital. O próprio Pimentel já teria indicado a intenção de abrir mão da candidatura em favor do socialista.

Racha. A escolha do candidato a vice ocorre em meio a mais um racha no PT em Minas, pois parte da legenda defendia candidatura própria, enquanto outra ala foi favorável à reedição da aliança com o PSDB. Agora, o desafio dos caciques petistas é unificar a legenda. "A força do PT está nessa possibilidade de democracia interna. E as lideranças têm capacidade de conseguir essa união", disse Corrêa. "Temos condição de manter o partido unido", declarou o presidente do diretório mineiro do PT, deputado federal Reginaldo Lopes.

Sete petistas estavam inscritos para disputar os votos dos delegados. Mas o ex-procurador Marco Antônio de Rezende Teixeira, o ex-secretário de Políticas Sociais Jorge Nahas e os deputados André Quintão e Paulo Lamac retiraram seus nomes na abertura do evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.