PT de Minas defende candidatura própria ao governo do Estado em carta a Lula

'Acreditamos que Minas também merece ter o PT administrando seu destino', afirmam representantes do partido em manifesto entregue ao chefe de gabinete do presidente

Eduardo Kattah, de O Estado de S. Paulo

31 de março de 2010 | 15h26

Representantes do PT de Minas Gerais entregaram nesta terça-feira, 31, a Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um manifesto e a resolução aprovada recentemente em apoio a uma candidatura própria ao governo do Estado, informou o Diretório Estadual do partido. "Acreditamos que Minas também merece ter o PT administrando seu destino", diz o manifesto, assinado pelos pré-candidatos Fernando Pimentel e Patrus Ananias, além de prefeitos, vice-prefeitos, deputados federais e estaduais.

 

Segundo o PT-MG, no encontro com Carvalho, foi entregue também uma pesquisa realizada nos dias 27, 28 e 29 de março pelo Instituto Sensus, que "demonstra a viabilidade eleitoral de uma candidatura própria petista em Minas."

 

Na disputa com o PMDB de Hélio Costa pela indicação do cabeça-de-chapa, o PT iniciou um processo para tentar ganhar tempo e convencer o presidente Lula a apoiar uma candidatura própria no segundo maior colégio eleitoral do País. Costa é, entre os pré-candidatos, o mais bem colocado nas pesquisas de intenção de voto e Lula já teria manifestado uma preferência pelo peemedebista para não ameaçar o acordo nacional em torno da candidatura presidencial de Dilma Rousseff.

 

No manifesto, Costa ou o PMDB não são citados. "Em Minas Gerais, o PT tem candidatos, que podem fazer mais e melhor por nossa terra e nossa gente", diz o texto.

 

A comitiva petista era composta pelo presidente estadual do partido, deputado federal Reginaldo Lopes, e por uma comissão de negociações integrada por apoiadores das duas pré-candidaturas do PT ao governo. "O partido deixou para trás antigas diferenças e hoje está unido em torno de um forte ideal: oferecer o melhor para Minas Gerais", afirmam os petistas no manifesto.

Mais conteúdo sobre:
AécioMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.