PT critica viagem de senadores à Venezuela

PT critica viagem de senadores à Venezuela

Em nota, partido diz que incidente é explorado politicamente e que foi uma 'tentativa frustrada de comprometer o Itamaraty'

Fernanda Guimarães, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2015 | 11h27

SÃO PAULO - O Partido dos Trabalhadores (PT) criticou, em nota, a viagem de senadores brasileiros à Venezuela para visitar presos políticos no país. "A visita da comitiva acarretou um incidente, explorado politicamente, na tentativa frustrada de comprometer o Itamaraty com os lamentáveis episódios", afirma a nota, assinada pelo presidente do PT, Rui Falcão.

A nota afirma ainda que os oposicionistas criaram um "factóide". O grupo era liderado pelo presidente do PSDB, Aécio Neves. "O PT reitera sua defesa dos princípios do respeito à soberania e da não-intervenção em assuntos internos de outros países.

Além de Aécio, a comitiva de senadores barrada em Caracas contava ainda com Aloizio Nunes (PSDB), Cássio Cunha Lima (PSDB), Ronaldo Caiado (DEM), Agripino Maia (DEM) e Sérgio Petecão (PSD).

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.