PT contesta DEM e Serra por propaganda política

O PT contestou hoje no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a propaganda partidária veiculada ontem pelo Democratas, em grande parte dedicada ao presidenciável do PSDB, José Serra. O PT quer que o DEM e Serra sejam multados pelo TSE e que o partido perca o direito de transmitir sua propaganda no primeiro semestre de 2011.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

28 Maio 2010 | 19h24

De acordo com o PT, o DEM desrespeitou as regras de propaganda partidária, que deve servir para divulgar exclusivamente o programa e a proposta política de um partido e não fazer a promoção de um candidato. O PT observa que Serra nem poderia ter aparecido no programa do DEM porque não é filiado ao partido. O PT também ressalta que a propaganda eleitoral ainda não é permitida nesse período de pré-campanha.

No programa transmitido em rede nacional de rádio e de televisão, o deputado Paulo Bornhausen, líder do DEM na Câmara, fez uma introdução. Ele afirmou que 2010 será um ano decisivo para o País e que propostas sérias e realistas merecem apoio. Em seguida, apareceu Serra dizendo que, nos últimos 25 anos, o povo brasileiro alcançou muitas conquistas, mas que "o Brasil pode ser muito mais do que é hoje".

Mais conteúdo sobre:
eleição PT TSE DEM José Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.