PT aguarda decisão pessoal de Marta sobre candidatura

Durante seminário neste sábado, presidente do partido diz que 'só falta anúncio pessoal dela'

LUCIA KASSAI, Agencia Estado

15 de março de 2008 | 10h46

O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, disse neste sábado, 15,  que o anúncio oficial da candidatura de Marta Suplicy (PT-SP) à Prefeitura de São Paulo em 2008 depende apenas de uma decisão pessoal da Ministra do Turismo. "O nome dela já é um consenso. Só falta o anúncio pessoal dela", disse Berzoini. Ele participa de seminário do PT, na capital paulista, para debater alternativas para as eleições ao governo do Estado, em 2010.   Veja Também:  Pimentel diz que é preciso 'agenda comum' entre PT e PSDB  Marta acerta saída para se candidatar Se meu filho se candidatar, não farei campanha, diz Lula       A assessoria da ministra do Turismo, Marta Suplicy, virtual candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, informou que ela não irá participar de seminário. Anteriormente, a ministra havia confirmado sua presença.    O deputado estadual e secretário geral do PT, José Eduardo Cardozo (PT-SP), disse que a candidatura de Marta  é dada como certa pelo partido. "Eu nem cogito a possibilidade de a ministra não sair candidata", declarou. O nome do deputado foi um dos vários ventilados para concorrer à indicação do PT. "Vários nomes foram mencionados na hipótese de a ministra não sair candidata, mas a candidatura dela é natural. Aguardamos apenas a decisão pessoal dela", afirmou Cardozo durante seminário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.