PT afasta Luciana Genro e João Fontes por tempo indeterminado

A bancada do PT decidiu nesta quarta-feira à noite afastar por tempo indeterminado os deputados João Fontes (PT-SE) e Luciana Genro (PT-RS). Foram 57 votos favoráveis ao desligamento da bancada dos dois petistas. Eles foram punidos por divulgar fita com discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de setembro de 1987, criticando o estabelecimento de idade mínima para fins de aposentadoria e chamando indiretamente o então presidente da República José Sarney de ?ladrão?.Os dois petistas ficarão afastados da bancada até que o Conselho de Ética do partido decida que tipo de punição, que pode ser a expulsão, vão sofrer. ?O PT não vai ficar criando confusão para o governo?, sentenciou o presidente nacional do PT, José Genoino, que participou da reunião da bancada da Câmara.Com o afastamento, João Fontes e Luciana Genro não podem falar em nome do PT nem representam o partido nas comissões da Câmara. Fontes será substituído na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que está discutindo a reforma da Previdência. Luciana Genro, que é suplente na CCJ, também está afastada do cargo.Com a decisão de suspender os dois deputados, a cúpula do PT deixa claro que não vai mais tolerar as dissidências. A direção do partido também agiu rápido para evitar o crescimento do movimentos dos radicais e dar uma demonstração de força. ?O fato foi considerado muito ofensivo ao presidente da República?, disse o líder do PT, deputado Nelson Pellegrino (BA).Ao fim da reunião da bancada, a deputada Luciana Genro lamentou a decisão do partido. Em sua defesa, ela alegou que não foi a autora da divulgação da fita com o discurso de Lula. ?Acho injusto estarmos indo para o Conselho de Ética apenas pela divulgação de algo que já era público ?, ponderou.Ela não concordou com a proposta de condenar publicamente a atitude de João Fontes e dessa forma não ser punida com o afastamento. ?Me recusei a isso?, disse. Diante da recusa dela, apenas oito petistas votaram favoravelmente à tese de afastar somente João Fontes, enquanto Luciana receberia uma advertência.?A Luciana Genro não teve nada a ver com esse episódio?, disse João Fontes. A situação de Luciana Genro é delicada. Ela já está sendo processada pelo Conselho de Ética do PT, junto com o deputado João Batista Araújo (PT-PA), conhecido como Babá, e a senadora Heloísa Helena (PT-AL), por ter se posicionado contra a reforma da Previdência.Na reunião desta quarta-feira, o deputado Babá defendeu que nem Luciana nem Fontes fossem punidos. Esta tese recebeu apenas dois votos ? o do próprio Babá e o de Luciana. Fontes optou pela abstenção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.