Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

PT admite 'crise' gerada por entrevista de Marta

Em texto divulgado em sua página oficial, legenda admite mal-estar com falas de senadora criticando a sigla

Ricardo Galhardo, O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2015 | 15h59

São Paulo - Em matéria publicada na página oficial do partido na internet, o PT admite que a entrevista concedida pela senadora Marta Suplicy (PT-SP) ao Estado desencadeou uma "crise" na legenda. 

O título da reportagem, que teve direito a destaque na página principal do PT é: "Juca Ferreira reassume Cultura em meio a crise". Segundo o texto, assinado pela Agência PT de Notícias, o novo titular da Cultura assume a pasta "em meio a crise desencadeada pela entrevista da ex-ministra Marta Suplicy ao jornal 'O Estado de S. Paulo'". 

Na entrevista, publicada domingo, Marta faz ataques ao governo Dilma Rousseff, ao ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e ao presidente nacional do PT, Rui Falcão. "Ou o PT muda ou acaba", disse a ex-ministra da Cultura e ex-prefeita de São Paulo. 

A página do PT destaca ainda críticas feitas pelos servidores do MinC às gestões de Marta e de sua antecessora, Ana de Hollanda, publicadas pela "Folha de S. Paulo".

*
Mais conteúdo sobre:
Marta SuplicyPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.