PSTU prepara artilharia contra Marta na eleição

O PSTU lançou nesta terça-feira a pré-candidatura do bancário e sindicalista Dirceu Travesso à Prefeitura de São Paulo, e já elegeu seu alvo nas eleições: a administração Marta Suplicy (PT). Conhecido pelo bordão "contra burguês, vote 16", o partido, que nasceu de uma dissidência do PT, quer levar ao ar nos poucos segundos que terá no horário eleitoral gratuito de TV a idéia de única "oposição de esquerda". "Os governos Marta e Lula se renderam ao projeto da direita no Brasil, encabeçado pelo PSDB, portanto somos uma alternativa", disse Travesso, que em 2002 foi candidato a governador pelo PSTU. "O PT, que já foi a esperança, hoje faz parte do neoliberalismo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.