PSOL vai recorrer contra deputados envolvidos em escândalos

O líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ), anunciou nesta quinta-feira que o partido vai entrar com uma representação no Conselho de Ética para a reabertura de processos, por falta de decoro parlamentar, contra os deputados Waldemar Costa Neto (PR-SP), Paulo Rocha (PT-PA) e João Magalhães (PMDB-MG). Costa Neto e Paulo Rocha renunciaram a seus mandatos, no ano passado, depois que seus nomes foram envolvidos no escândalo do mensalão. Com isso, puderam se reeleitos. João Magalhães foi um dos 69 deputados denunciados de envolvimento no esquema da máfia das ambulâncias, também conhecido como esquema dos sanguessugas. Magalhães foi um dos cinco deputados envolvidos no esquema que conseguiram se reeleger. Os outros quatro tiveram seus processos julgados pelo Conselho de Ética e foram absolvidos. Mas João Magalhães não foi analisado no Conselho, por falta de tempo. Por isso o PSOL decidiu recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.