PSOL vai pedir que 'marineiros' se desfiliem

Partido não considera 'coerente' políticos, como Heloisa Helena, continuarem na sigla e articularem criação de nova legenda

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo

28 de fevereiro de 2013 | 18h13

SÃO PAULO - O PSOL vai convidar os parlamentares que já estão com um pé na Rede, da ex-senadora Marina Silva, a se retirarem da legenda. Na reunião da Executiva Nacional da sigla marcada para esta segunda-feira, 4, será editada uma resolução pedindo para que as pessoas que estão ajudando a criar o novo partido se desfiliem do PSOL.

"Não vai ter expulsão, caça às bruxas, nós só queremos coerência política. Não dá para usar o PSOL como plataforma para construir outro partido", afirmou o presidente da sigla, deputado Ivan Valente (SP).

O recado é direcionado principalmente aos vereadores Heloisa Helena, de Maceió; Jefferson Moura, do Rio; e Elias Vaz, de Goiânia. Martiniano Cavalcante, que chegou a ser pré-candidato do PSOL à Presidência de 2010, nem esperou o convite. Ele mandou um ofício à Justiça Eleitoral pedindo a desfiliação da legenda no início deste mês, antes da festa de lançamento da Rede em Brasília, em 16 de fevereiro.

"Eu lamento que o PSOL esteja tratando o novo partido da Marina com tanta virulência", afirmou Cavalcante.

Ele reconhece, no entanto, que a sua situação é menos complicada que a dos antigos correligionários, por não estar exercendo nenhum mandato parlamentar no momento.

Moura, por exemplo, diz que não pretende se desfiliar do PSOL por enquanto e não vê contradição política no fato de estar ajudando a criar um novo partido. Ele, no entanto, pediu afastamento das suas funções da Executiva da sigla. O vereador, Heloisa Helena e Cavalcante fazem parte da direção provisória da nova sigla.

Outros partidos, como o PT, o PSDB e o PV, que também têm parlamentares que já anunciaram que vão migrar para a Rede, afirmaram que, por enquanto, não vão tomar nenhuma atitude nessa direção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.