PSOL vai apresentar carta aberta a ministros do STF pedindo afastamento de Cunha

Presidente da Câmara foi um dos principais alvos da nova fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta terça-feira

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulo

15 de dezembro de 2015 | 11h13

BRASÍLIA - Deputados do PSOL prometem apresentar nesta terça-feira carta aberta a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O peemedebista foi um dos principais alvos de nova fase da Operação Lava Jato, que fez hoje buscas e apreensões na residência oficial dele em Brasília, no escritório político no Rio de Janeiro e na Diretoria-Geral da Câmara.

"A permanência de Eduardo Cunha na presidência da Câmara dos Deputados é uma ofensa à Nação! Em Carta Aberta aos ministros do Supremo Tribunal Federal, os deputados do PSOL e de diversos partidos manifestarão, ainda hoje, esta opinião - expressão de um clamor público que chegou ao seu ápice", afirma o líder do PSOL na Câmara, deputado Chico Alencar (RJ), em nota enviada à imprensa. 

Deputados do PSOL e da Rede já tinham protocolado pedidos de afastamento de Eduardo Cunha na Procuradoria-Geral da República (PGR). Os parlamentares argumentam que o presidente da Câmara tem usado o cargo para atrapalhar as investigações e manobrar a favor dele no julgamento da representação no Conselho de Ética da Casa, por quebra de decoro parlamentar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.