PSOL pede investigação após declarações de Arruda

O PSOL entrou hoje com um pedido no Ministério Público Federal para que sejam investigadas as declarações do ex-governador José Roberto Arruda à revista Veja em que ele diz ter ajudado financeiramente políticos do DEM e outros partidos, como PSDB e PDT. A entrevista foi dada em setembro e publicada pelo site da revista na semana passada.

EQUIPE AE, Agência Estado

24 de março de 2011 | 20h02

Em ofício enviado à Procuradoria-Geral da República, o PSOL pede que as afirmações de Arruda sejam alvo de uma apuração. Na entrevista, Arruda diz, por exemplo, que auxiliou o comando do DEM, seu ex-partido, a captar dinheiro para campanha eleitoral.

Ele menciona os deputados Rodrigo Maia (RJ), ACM Neto (BA), Ronaldo Caiado (GO) e os senadores José Agripino (RN), Demostenes Torres (GO), entre outros. Quando a entrevista foi divulgada, os integrantes do DEM negaram as acusações de Arruda e atacaram o ex-governador.

Arruda, por sua vez, buscou minimizar o conteúdo da entrevista. Afirmou, por meio de advogados, que as declarações foram deturpadas e publicadas fora de contexto. Em sua defesa, o ex-governador alega que jamais disse que deu qualquer ajuda fora da lei aos políticos citados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.