PSOL lança Heloísa Helena candidata a vereadora de Maceió

Para ex-senadora, que já foi candidata a presidente, importante não é o cargo, mas o que se pode fazer nele

Ricardo Rodrigues, de O Estado de S. Paulo,

26 de junho de 2008 | 18h53

A ex-senadora Heloísa Helena teve sua candidatura à vereadora da Câmara Municipal de Maceió homologada nesta quinta-feira, 26, durante convenção do PSOL, realizada na capital alagoana. Durante a convenção, foi homologado também o nome do engenheiro-agrônomo Mário Agra para disputar pelo PSOL a Prefeitura de Maceió, nas eleições de outubro.   Veja Também: Calendário eleitoral das eleições deste ano  PSOL ratifica candidatura de Valente à Prefeitura de SP Marta Suplicy terá segundo maior tempo na TV   O anúncio da candidatura Heloísa Helena a vereadora já havia sido divulgado, mesmo assim causou surpresa entre alguns militantes do partido que gostariam que a ex-senadora disputasse pelo menos a prefeitura, já que foi vice-prefeita de Maceió, na gestão do ex-prefeito Ronaldo Lessa, entre 1992 e 1996.   Depois de concorrer à Presidência da República, em 2006, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e conquistar cerca de 6,5 milhões, Heloísa disputa este ano uma das 21 cadeiras na Câmara Municipal de Maceió.   'Cargo não é relevante'   Para a ex-senadora Heloísa Helena, o cargo não é relevante, mas o que se pode fazer ao ocupá-lo. "Por isso, concorrerei à Câmara de Maceió e, caso eleita, trabalharei pela dignidade do maceioense, da mesma forma que agi quando fui senadora", garantiu Heloísa.   "Estou muito feliz em aproveitar essa oportunidade de, humildemente, tentar recomeçar, agora na Câmara de Vereadores. Será uma tarefa difícil, porque terei de conquistar mais de 20 mil votos sozinha, sem alianças", ressaltou Heloísa, lembrando já ter cumprido sua missão enquanto presidente nacional do PSOL.   Ela pretende conciliar sua atividade como professora do curso de enfermagem da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) com a campanha política. "Pelo menos no início, são dois dias como professora e cinco nas ruas em busca do voto", afirmou a ex-senadora.   A ex-senadora desconversou quanto questionada se sua candidatura já seria uma estratégia para 2010, numa possível disputa pelo governo do Estado. "Quem decidirá se eu permanecerei ou não na Câmara de Maceió serão meus eleitores", resumiu. "Estou mais preocupada com a eleição deste ano. Por isso, tenho que arregaçar as mangas e ir às ruas em busca de votos", enfatizou.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.