PSOL entrega documento 'Fora Renan' ao Senado

Partido recolheu 60 mil assinaturas pelo País todo pela cassação do presidente do Senado

14 de agosto de 2007 | 16h52

O PSOL entregou  nesta terça-feira, 14, ao segundo vice-presidente do Senado, Alvaro Dias(PSDB-PR) uma lista com 60 mil assinaturas, recolhidas por todos o País, pedindo a cassação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).   Veja também: Denúncias contra Renan abrem três frentes de investigação Cronologia do caso Renan  Veja especial sobre o caso Renan    Veja os 30 quesitos da perícia da PF      Segundo a assessoria da liderança, quase 50 manifestantes realizaram um ato público em frente ao Congresso Nacional nesta tarde. Eles  mostravam cartazes e cantavam músicas de repúdio a Renan.   Na última segunda-feira, o deputado federal Chico Alencar disse que se a população não pressionar, o caso envolvendo o presidente pode não dar em nada."Sem a pressão das ruas, vai ter pizza", disse.   Para Alencar, o documento  "Fora Renan" é importante para pressionar o Conselho de Ética a encaminhar o pedido de cassação para ser votado em plenário.   "Eu achava que a Câmara era corporativista, mas estou vendo que no Senado, com aquela aura de cavalheiros, o que impera é a política do compadrio".   O PSOL é o autor da primeira e segunda representação contra Renan no Conselho de Ética. A primeira investiga se o presidente do Senado teve suas despesas pessoais pagas por lobista ligado à construtora Mendes Junior.   A segunda, que está à espera de relator, investiga se Renan teria beneficiado a cervejaria Schincariol, que comprou uma fábrica de refrigerantes falida da família Calheiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso RenanPSOL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.