PSOL e PPS vão ao Conselho de Ética contra Valdemar

Partidos pedem que sejam ouvidos diversos membros da cúpula do Ministério dos Transportes

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

13 de julho de 2011 | 14h42

BRASÍLIA - O PSOL e o PPS protocolaram nesta tarde uma representação no Conselho de Ética contra o deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP). No pedido, os partidos pedem que sejam ouvidos diversos membros da cúpula do Ministério dos Transportes, como o atual titular da pasta, Paulo Sérgio Passos, e o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Luiz Antonio Pagot.

A representação faz um apanhado de reportagens envolvendo Valdemar no escândalo do ministério. Entre as acusações está a de que o deputado participaria de reuniões na qual se pedia a empresários o pagamento de propina para a liberação de recursos.

Os partidos incluíram também um vídeo no qual Valdemar negocia a liberação de recursos do ministério para que o deputado Davi Alves Silva Júnior ingresse no PR. A representação também traz um trecho de entrevista de Valdemar a uma rádio de Mogi das Cruzes na qual ele diz "querer" uma diretoria de um banco público para ajudar aliados a liberar verbas.

A representação é assinada pelos presidentes do PSOL, Afrânio Boppré, e do PPS, deputado Roberto Freire (SP). Como esta é a última semana de trabalho do Congresso antes do recesso, somente no mês de agosto deverá ser indicado um relator para o caso. O PSOL também já acionou o Conselho de Ética no Senado para analisar a situação de Alfredo Nascimento (PR-AM), que deixou o Ministério dos Transportes na semana passada em meio às denúncias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.