PSOL discute amanhã sobre 4º processo contra Renan

A bancada do PSOL deve discutir amanhã pela manhã se entra ou não com uma nova representação no Conselho de Ética do Senado contra o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Segundo a assessoria de imprensa do partido, é "muito provável" que o PSOL entre com o quarto pedido de investigação sobre o senador. Na nova denúncia, o advogado Bruno de Miranda Lins, ex-marido de uma assessora parlamentar do senador, contou à revista Época sobre um suposto esquema de arrecadação de dinheiro em ministérios liderados pelo PMDB para Calheiros.O presidente do Senado já responde por três processos no Conselho. Em relação à primeira denúncia, de que teria despesas pessoais pagas por um lobista da empreiteira Mendes Júnior, o parecer que pede a cassação do senador será votado na quarta-feira. Calheiros também é acusado de ter favorecido a cervejaria Schincariol junto a órgãos de fiscalização do governo federal e de ter usado laranjas na compra de rádios e jornais de Alagoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.