PSOL apresentará nova denúncia contra Renan Calheiros

Partido quer incluir denúncia que senador teria usado 'laranjas' para comprar duas emissoras de rádio

Rosa Costa, do Estadão

07 de agosto de 2007 | 18h27

O senador José Nery (PSOL-PA) informou nesta terça-feira, 7, que entregará ao presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), um pedido para que seja acrescentada à representação do seu partido contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a denúncia de que este teria utilizado "laranjas" na compra de duas emissoras de rádio.    Na representação inicial, o PSOL acusa Renan de quebrar o decoro parlamentar ao receber dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior para pagamento de despesas pessoais.   Nery disse que seu partido se preocupou em avaliar se a iniciativa não iria atrasar o andamento da apuração das denúncias contra Renan,  cuja conclusão depende de um parecer da Polícia Federal sobre os documentos que o senador apresentou em sua defesa. Nery disse que, na avaliação do PSOL, não haverá problema, pois a pressão da opinião pública exige que os fatos "sejam apurados o mais rapidamente possível".    O senador acrescentou que, mesmo que o processo contra Renan demore um pouco mais, o importante é que não fiquem dúvidas sobre sua conduta como parlamentar. Pedido de investigação do caso das emissoras de rádio também foi apresentado pelo DEM e endossado pelo PSDB.   Mais cedo, a Mesa Diretora do Senado Federal decidiu, em reunião, por cinco votos a dois, enviar ao Conselho de Ética a nova representação protocolada pelo PSOL contra o senador, para apurar as denúncias de que o presidente do Senado teria atuado para favorecer a cervejaria Schincariol em retribuição a um favor prestado a seu irmão, deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL), bem como as suspeitas de apropriação ilegal de terras em Alagoas.   De acordo com o segundo vice-presidente do Senado, senador Alvaro Dias, a Mesa decidiu encaminhar a representação por que cabe à Mesa do Senado simplesmente encaminhar representações por suposta quebra de decoro ao Conselho de Ética.    

Tudo o que sabemos sobre:
Caso RenanSenadoPSOLinvestigação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.