Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

PSL registra pedido de expulsão de Eduardo Bolsonaro

Deputados paulistas da ala bivaristas querem ainda a destituição do filho do presidente do cargo de presidente do diretório estadual de São Paulo

Camilla Turtelli, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2019 | 19h45

BRASÍLIA – A Executiva Nacional do PSL registrou em cartório nesta quinta-feira, 24, um pedido de expulsão do líder da bancada do partido na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP). Deputados paulistas da ala bivaristas entregaram o pedido ao partido.

Eles querem ainda a destituição de Eduardo do cargo de presidente do diretório estadual de São Paulo. O documento é assinado pelo senador Major Olímpio e pelos deputados Abou Anni, Coronel Tadeu, Joice Hasselmann e Júnior Bozzella.

Outro pedido é que seja revogado o cancelamento de 200 diretórios municipais do PSL em São Paulo. A alegação é que Eduardo suspendeu esses diretórios de forma ilegal e que age colocando interesses pessoais acima do partidário. O documento inicial pedia apenas destituição e a reativação dos diretórios, mas o pedido de expulsão foi feito em um complemento.

O grupo bivarista anexou ao documento uma postagem feito por Eduardo no dia 4 de outubro em sua conta no Twitter. “Nos locais em SP onde houver judicialização do PSL municipal apoiaremos candidatos de outros partidos ou ninguém, simples. Não vamos apoiar alguém só porque é do PSL”, escreveu Eduardo. Para os bivaristas, isso é um sinal de que o Eduardo age contra o partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.