Reprodução/Twitter Charlles Evangelista
Reprodução/Twitter Charlles Evangelista

PSL pede expulsão de deputado Charles Evangelista

Partido alega que deputado contrariou orientação ao concorrer contra presidente nacional da legenda a um cargo na Mesa Diretora da Câmara

Camila Turtelli e Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2019 | 19h59

BRASÍLIA – Um pedido de expulsão do deputado Charles Evangelista (PSL-MG) assinado pelo vice-presidente do partido Antonio Rueda foi entregue hoje à direção nacional do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Evangelista é questionado por ter contrariado a orientação da legenda e ter concorrido como candidato avulso ao posto de segundo vice-presidente da Câmara. Ele concorreu contra o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar

A decisão foi a única da Mesa Diretora que foi a segundo turno na sexta-feira, 1, no mesmo dia em que Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito como presidente da Câmara. Bivar acabou vitorioso na disputa, com 198 contra 184 de Evagelista.

Nos bastidores, correligionários são contra a expulsão mas querem que o deputado mineiro seja questionado pelo Conselho de Ética e que fique de fora da presidência de comissões. Enquanto isso, ainda não foi formalizada qualquer tipo de retaliação ao Coronel Peternelli (PSL), que concorreu à Presidência da Câmara mesmo após o partido ter fechado apoio a Maia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.