PSDB vai esperar PT para definir candidato à Prefeitura de SP

Tucanos estão indecisos entre apoiar a reeleição de Kassab ou lançar a candidatura do ex-governador Alckmin

Cida Fontes, da Agência Estado,

17 de janeiro de 2008 | 12h20

O PSDB decidiu esperar o PT para definir o candidato do partido à Prefeitura de São Paulo. Reunidos na quarta-feira, 16, com o governador José Serra, com o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), e o líder do partido no Senado, Arthur Virgílio (AM), concluíram que a melhor estratégia é aguardar a posição da ministra do Turismo, Marta Suplicy. Se for concorrer à prefeitura da capital ela terá de se desincompatibilizar até abril do cargo de ministra. "Não vamos nos precipitar. Temos tempo", disse Virgílio, preferindo conhecer primeiro o adversário. Enquanto aguarda o PT, os tucanos tentam acomodar a situação internamente, já o PSDB paulista está dividido. O grupo de Serra prefere reservar o ex-governador Geraldo Alckmin para o governo estadual em 2010, o que já foi defendido por lideranças do PSDB com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Nesse caso, o PSDB apoiaria a reeleição de Gilberto Kassab (DEM). O atual prefeito, que mantém um relacionamento estreito com Serra, disse que fará o que o governador decidir e está pronto para qualquer decisão. Já os aliados de Geraldo Alckmin querem vê-lo candidato, mesmo se o PT lançar Marta Suplicy, que teve uma administração bem avaliada à frente da prefeitura paulistana. Na quarta, depois do encontro com Serra, Sergio Guerra se reuniu com Alckmin.

Mais conteúdo sobre:
Prefeitura de SPPSDBPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.