PSDB tem projeto de reformas para eleição de 2010, diz Aécio

Governador de Minas disse acreditar que um "candidato natural" surgirá no momento certo no PSDB

Cida Fontes, de O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2008 | 17h05

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta quarta-feira, 5, que seu partido tem um projeto "diferente" para o País, independentemente de ter quadros para disputar a eleição presidencial (em 2010). "O que falta ao Brasil nós temos no PSDB: um projeto claro, seja em relação às reformas estruturais, seja em relação à gestão pública. O PSDB deve, a partir de agora, criar um link com a sociedade brasileira." Em rápida conversa com jornalistas depois de se reunir com a bancada do PSDB na Câmara, o governador, ao responder a uma pergunta sobre nomes de que o partido dispõe para a disputa presidencial, afirmou: "O PSDB tem candidatos para liderar uma grande convergência, uma grande aliança para viabilizar esse projeto, que não foi feito ainda. Candidatura ninguém impõe." Aécio Neves disse acreditar que um "candidato natural" surgirá no momento certo no PSDB. "Será uma pessoa que saberá sinalizar que temos melhores condições de aglutinar as forças que sustentarão esse projeto." O governador, porém, mostrou cautela: "Mas temos muita água para correr debaixo dessa ponte", disse. Neste momento, Aécio está em visita ao presidente do Senado, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), no gabinete deste. O governador insistiu na necessidade de o PSDB chegar "com unidade" às eleições de 2010. "O pressuposto para qualquer partido chegar ao poder é a unidade, construída no diálogo, no argumento e no trabalho. Esse será o caminho do PSDB."   

Tudo o que sabemos sobre:
Aécio NevesPSDBeleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.