PSDB-SP inicia debate de propostas para 2012

O PSDB de São Paulo dará início no próximo sábado (22) ao processo de debate para a formulação da plataforma eleitoral do partido para a sucessão à Prefeitura de São Paulo. A legenda iniciará nesta semana um ciclo de palestras que, organizado pela direção municipal tucana, pretende discutir ideias e propostas que orientem o candidato da sigla a construir o seu programa de governo para as eleições de 2012. A iniciativa, cujo tema central é a capital paulista, tem como meta ainda melhorar o nível do debate dos pré-candidatos do partido na disputa pela escolha do nome tucano para a corrida eleitoral. A expectativa é de que o comando municipal da sigla aprove na próxima semana a regulamentação do processo de consulta primária, cuja data de realização deve ser definida apenas em novembro.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

19 de outubro de 2011 | 20h47

"O ciclo têm como pano de fundo qualificar o debate dos nossos pré-candidatos e começar a construir uma proposta para que o candidato vencedor da disputa em prévias prepare o seu programa de governo", explicou o presidente municipal do PSDB em São Paulo, Julio Semeghini. O primeiro debate promovido pelo comando tucano terá a participação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que irá discorrer sobre um modelo de metrópole sustentável para São Paulo. Para os próximos encontros, a expectativa é de que sejam convidados o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o governador do Paraná, Beto Richa, o ex-governador de São Paulo José Serra, entre outros.

A iniciativa também deve ganhar um braço digital nas próximas semanas, com a criação da plataforma online "Sua Metrópole". O canal interativo, que será vinculado ao site municipal da sigla, será criado nos moldes do "Observador Político", uma comunidade virtual lançada neste ano pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Além de transmitir os debates e palestras ao vivo, a plataforma online permitirá aos internautas debater os temas abordados no ciclo de palestras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.