PSDB quer processar petistas por chamarem Guerra de 'jagunço'

Nos últimos dias, políticos do PT e da oposição têm trocado acusações através da imprensa

estadao.com.br,

21 de janeiro de 2010 | 18h34

O secretário nacional do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (MG), emitiu nota na tarde desta quinta-feira, 21, na qual declara que pretende questionar na Justiça o atual e o presidente eleito do PT, Ricardo Berzoini e José Eduardo Dutra. A razão seria o "grave preconceito contra o povo nordestino" por ambos divulgarem em texto - também veiculado hoje - no qual chamam o presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), um "jagunço".

 

Veja Também

linkOposição acusa Lula e Dilma ao TSE por propaganda antecipada

link'Salta aos olhos a hipocrisia de José Serra', afirma Berzoini

linkDilma adia legalização de terreiros de umbanda para evitar nova crise

linkDiscurso de ministra abre guerra PT-PSDB

linkAécio nega fim do PAC em possível governo tucano

linkGuerra responde ao PT e diz que sigla faz 'terrorismo eleitoral'

link'PSDB perdeu oportunidade de ficar calado', diz Berzoini

linkMinistra usa tom nacionalista em inauguração

linkSerra diz não fazer propaganda com a máquina

linkLula quer o máximo de inaugurações até março

linkPresidente diz estar certo de que fará sucessor

linkAliados investem na 'mineirização' de Dilma

link'Nunca se combateu tanto a corrupução'

 

Nos últimos dias, políticos do PT e da oposição têm trocado acusações através da imprensa. As declarações da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que em viagem a Minas na última terça-feira, 19, disse que os tucanos pretendem acabar com o PAC, caso eleitos, aliadas ao bate-boca entre petistas e tucanos vem dando o tom do que deverá ser o clima político neste ano de eleições presidenciais.

 

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, afirmou, em nota, que "Dilma mente". "Mentiu no passado sobre seu currículo e mente hoje sobre seus adversários. Usa a mentira como método. Aposta na desinformação do povo e abusa da boa-fé do cidadão."

 

Na última quarta-feira, 20, o presidente do PT, Ricardo Berzoini, escreveu nota no site do partido dizendo que texto intitulado o "PSDB perdeu a oportunidade de ficar calado". Berzoini voltou a divulgar nota assinada em conjunto com o presidente eleito do PT, José Eduardo Dutra, nesta quinta-feira, 21, na qual escrevem que Sérgio Guerra é usado pelo partido "como um verdadeiro jagunço da política".

 

Leia abaixo a íntegra da nota:

 

"Em respeito ao povo brasileiro, PSDB vai à Justiça contra os presidentes do PT

 

Por calúnia e difamação, a Executiva Nacional do PSDB vai interpelar, na justiça comum, Ricardo Berzoini e José Eduardo Dutra.

 

A acusação dos petistas contra o Presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), revela também, grave preconceito contra o povo nordestino. Ao promover o preconceito entre brasileiros, mostram que desconhecem o que é fazer política com independência, integridade e ter ética por convicção.

 

Defender a verdade, as ideias e os fatos de forma democrática, além de condenar o terrorismo político, é o que tem feito o presidente do PSDB. E o melhor, dentro da lei, do respeito ao dinheiro público e com o objetivo de esclarecer o povo brasileiro contra novas mentiras com objetivos meramente eleitoreiros.

 

Com tranquilidade, equilíbrio, sem baixarias e preconceitos, o PSDB vai continuar mostrando à opinião pública brasileira o que é democracia, respeito às ideias e, principalmente, o que é verdade e o que é pura propaganda.

 

Deputado Rodrigo de Castro

 

Secretário Geral do PSDB"

 

Brasília, 21 de janeiro de 2010"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.