PSDB quer convocar Passos durante recesso

O PSDB articula uma manobra para tentar convocar o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para comparecer ao Congresso durante o recesso parlamentar. O líder do partido na Câmara, Duarte Nogueira (SP), protocolou o pedido de convocação hoje e o vice-presidente da comissão representativa do Congresso, Eduardo Gomes (PSDB-TO), estuda emitir amanhã um despacho convocando o colegiado caso o presidente do Senado e da comissão, José Sarney (PMDB-AP), não tome uma posição. Sarney está no Maranhão e sua assessoria não informou qual será a sua posição sobre o caso.

EDUARDO BRESCIANI E ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

19 de julho de 2011 | 19h16

"Confirmada a ausência do presidente Sarney, a comissão não pode ficar ausente. Solicitarei à assessoria qual o procedimento, mas o fato é que não podemos deixar o requerimento sem resposta", disse Gomes. A resolução que trata da comissão representativa diz que cabe ao presidente a convocação do colegiado, mas técnicos da Casa entendem que na ausência deste o vice-presidente pode chamar os colegas a Brasília.

A comissão representativa é formada por oito senadores e 17 deputados titulares e tem igual número de suplentes. O governo tem ampla maioria entre seus membros e pode barrar no voto o requerimento tucano. O líder do PSDB na Câmara afirma que o ministério se transformou em uma "fábrica de irregularidades" e justifica a pressa em ouvir o ministro devido aos aditivos em contratos em valores superiores a R$ 700 milhões que foram assinados em sua gestão anterior, no ano passado. "O objetivo do PSDB é fazer com que o Ministério dos Transportes se reorganize, que as irregularidades sejam sanadas e os fatos esclarecidos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.