PSDB politiza ao não renovar concessões, diz petista

O secretário Nacional de Comunicação do PT, o deputado federal André Vargas (PR), acusou o PSDB de "politizar" a discussão sobre a redução da conta de luz. As concessionárias de energia de Minas Gerais, São Paulo e Paraná, todas governadas por tucanos, rejeitaram as renovações das concessões, previstas na Medida Provisória 579/2012. O jornal O Estado de S.Paulo revelou nesta sexta-feira (7) que o PT aprovará um duro documento com críticas à postura do PSDB nessa questão.

RICARDO BRITO, Agência Estado

07 de dezembro de 2012 | 17h26

"Quando a presidenta (Dilma Rousseff) apresenta uma proposta de redução da energia elétrica, o PSDB politiza e os três Estados que eles governam reagem e não apoiam a presidenta da República. Isso é algo para nós chamarmos a atenção", criticou Vargas, durante encontro da direção do partido realizado em Brasília.

Para o petista, é nessa hora que o "tucano deixa de ser tucano para ser um pouco como tigre defensor do mercado". "Eles defendem na verdade os acionistas, os rentistas e não defendem os trabalhadores, os mais pobres", afirmou.

O secretário lembrou que Dilma Rousseff já reagiu e, mesmo usando eventualmente recursos do Tesouro Nacional, pretende garantir a redução de 20% do preço da energia em 2013. Esse corte foi uma promessa feita pela presidente em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV em setembro, antes das eleições.

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAREDUÇÃOPOLITIZAÇÃOPTPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.