PSDB, PFL e PMDB voltam a se reunir sobre sucessão

Os presidentes do PSDB, José Aníbal (SP), do PMDB, Michel Temer (SP), e do PFL, Jorge Bornhausen (SC), vão se reunir na próxima quarta-feira, em Brasília, para discutir a sucessão presidencial em 2002. "É importante mantermos o contato", afirmou Bornhausen, depois de almoçar em um restaurante com o deputado Michel Temer. No encontro, eles fizeram uma avaliação do quadro sucessório, ressaltando a necessidade de manter a coligação governista para as próximas eleições. Diante da insistência do PSDB de encabeçar a chapa à corrida presidencial, Jorge Bornhausen afirmou: "É legítimo reivindicar a cabeça de chapa, mas vamos ver se isso será sensato". Ele deixou claro que o candidato à Presidência, independentemente do partido, deverá ser aquele que agregar mais se tiver melhores condições eleitorais. Bornhausen disse que no almoço com Temer foi discutida também, além da aliança para a sucessão presidencial, a necessidade de montar uma proposta de revisão do pacto federativo e reforma tributária pelos partidos governistas. "Essa tese pode prosperar desde já", antecipou Bornhausen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.