PSDB pedirá investigação sobre 'tráfico de influência' de marqueteiro de Dilma

Grampo flagrou prefeito de Campinas pedindo ajuda a João Santana para que a presidente se reunisse com representantes de empresa chinesa

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

29 de junho de 2011 | 17h11

BRASÍLIA - Deputados do PSDB pedirão ao Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) a abertura de uma investigação sobre o "suposto tráfico de influência" de João Santana, marqueteiro da campanha da presidente da República, Dilma Rousseff. Reportagem do Estado publicada nesta quarta-feira, 29, mostrou que o prefeito de Campinas, Doutor Hélio (PDT), pediu ajuda de Santana para que a presidente se encontrasse com representantes da empresa chinesa Huawei. O lobby deu certo e Dilma se reuniu em Pequim com Ren Zhengfei, executivo principal da empresa.

 

A representação dos tucanos será protocolada ainda nesta semana e será assinada pelo líder Duarte Nogueira (SP) e pelos deputados Vanderlei Macris (SP) e Fernando Francischini (PR). "É preciso que seja apurado se o publicitário se utilizou da proximidade com a presidente para favorecer uma empresa. Isso contraria o interesse público. O que foi pedido a ele acabou acontecendo. Isso é um indício a ser investigado", disse Nogueira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.