PSDB pedirá explicações sobre viagem de Lula ao sertão

Partido pretende usar informações contra Lula e Dilma por uso de recursos públicos em campanha antecipada

Carol Pires, da Agência Estado,

15 Outubro 2009 | 17h19

O PSDB vai pedir à Casa Civil, na próxima semana, informações sobre o custo da viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Nordeste para vistoriar obras de transposição do Rio São Francisco. O pedido será encaminhado através de um requerimento.

O partido pretende usar as informações obtidas para ingressar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Lula e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que acompanha o presidente na viagem, por uso de recursos públicos em campanha eleitoral antecipada. O documento está sendo elaborado pela liderança do partido na Câmara dos Deputados.

Veja também

linkLula e Serra trocam farpas sobre irrigação no Nordeste

linkLula ironiza 'preocupação' de Serra com o Nordeste

linkJosé Serra vê falta de investimento em irrigação no Nordeste

linkObras do PAC não estão paradas por falta de dinheiro, diz Lula

linkLula faz comício no São Francisco, mas segura dinheiro para obra

linkDilma nega que governo queira flexibilizar fiscalização de obras

linkTCU tem dados contra ofensiva do Planalto

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), classificou como "escandalosa" e "espalhafatosa" a viagem presidente, que é acompanhado pela ministra Dilma e pelo deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), ambos pré-candidatos à presidência da República. "A presença de Ciro Gomes e de outros mais são apoio descarado à divulgação do nome da candidata do Lula, a ministra Dilma", disse.

Na avaliação do tucano, as obras poderiam ser vistoriadas de helicóptero em uma viagem de pouco mais de duas horas. "O que o governo está fazendo é campanha política deslavada", criticou. "Por que o presidente não foi visitar os projetos de irrigação parados, os assentamentos do Incra a poucos metros do Rio São Francisco que não têm água para beber? Eles foram lá é fazer festa", acusou.

Viagens tucanas

A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), líder do governo no Congresso Nacional, defende que o presidente e a ministra Dilma cumprem, ao vistoriar as obras de transposição do São Francisco, "agenda de governo". "Se isto for campanha, o que o José Serra (governador de São Paulo pelo PSDB) e Aécio Neves (governador de Minas Gerais pelo PSDB) fazem? Viajam para fazer campanha ainda por cima em horário de expediente, fora dos Estados deles. O presidente e a ministra estão governando o País e têm obrigação de fiscalizar as obras", disse a senadora.

Segundo a senadora, a oposição "não tem um projeto para o País" e mantém o foco político apenas em "atacar o presidente". "Como a oposição não tem proposta decente, adequada, não tem projeto do que fazer com o País, criticam o trabalho dos outros", disse.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010 Lula São Francisco PSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.