PSDB pede investigação de blogs que apoiam PT

Tucanos acusam sites de serem usados para coagir e difamar 'instituições democráticas', além de serem 'instrumentos ilegais de propaganda eleitoral'

O Estado de S. Paulo - atualizado às 19h30

23 de julho de 2012 | 18h54

O PSDB pediu que a Procuradoria-Geral Eleitoral investigue o patrocínio de empresas públicas a sites e blogs acusados de apoiar o PT. Os advogados da direção nacional tucana afirmam que as páginas na internet são usadas como "centrais de coação e difamação de instituições democráticas" e como "instrumento ilegal de propaganda eleitoral".

O pedido de investigação foi entregue nesta segunda-feira, 23, três dias depois que o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo acusou o PT de financiar "blogs sujos" e uma "tropa nazista" na web para atacar adversários.

Os tucanos acusam especificamente os blogs Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim, e o site do jornalista Luis Nassif, de fazerem propaganda para candidatos apoiados pelo PT e defender os réus do escândalo do mensalão. Segundo o PSDB, as duas páginas recebem recursos da Caixa Econômica Federal, em forma de patrocínio.

Nassif confirmou que sua página tem patrocínios do banco, mas negou que faça um jornalismo "militante" e ressaltou que empresas estatais apoiam sites mantidos por simpatizantes de candidatos tucanos. "Com essas ameaças, Serra intimida e assusta os patrocinadores", afirmou.

Amorim não foi encontrado para comentar a acusação até a publicação deste texto.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012SPPT-SPPSDB-SPBlogs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.