PSDB pede apoio do PPS para eleições em Curitiba

O pré-candidato do PPS à Prefeitura de Curitiba, ex-deputado federal Rubens Bueno, foi bastante assediado hoje em Curitiba durante encontro da Executiva Nacional do partido, do qual é secretário-geral. O objetivo era tentar fazer com que ele desista da candidatura e apóie, já no primeiro turno, o pré-candidato do PSDB à reeleição, Beto Richa. Pelo menos 15 minutos antes de Bueno e do presidente nacional do PPS, ex-senador Roberto Freire, chegarem ao hotel onde aconteceria o encontro, Richa já os aguardava. "Tenho esperança de trazer o PPS para nossa coligação já no primeiro turno", disse o prefeito. "Mas qualquer que seja a decisão a gente respeita." Bueno, no entanto, preferiu não dar nenhuma resposta definitiva e nem se comprometeu. "A Executiva Nacional vai deliberar sobre alianças, o assunto será levado a debate a partir de agora", desconversou. O senador Osmar Dias (PDT), que já abraçou a campanha de Richa, também foi dar uma ajuda na tentativa de persuadir Bueno. "Quanto mais fortalecida a aliança em torno do Beto, mais força teremos", ponderou. Para Freire, as alianças que vão se construir, sobretudo nas capitais, têm de levar em conta um projeto maior, que é a eleição presidencial de 2010. "As alianças que vêm se construindo têm características bem locais, mas também têm muito a ver com a provável aliança em 2010, se não no primeiro turno, evidentemente no segundo turno", destacou. "Se isso é um projeto político, as capitais não podem ficar ausentes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.